26 de mai de 2017

Democracia dos notáveis: Zé do Burro diz que democracia boa é a das federais.

        De acordo com o parágrafo único do artigo 56 da LDB (Lei nº 9394 de 1996): em qualquer caso, os docentes ocuparão setenta por cento dos assentos em cada órgão colegiado e comissão, inclusive nos que tratarem da elaboração e modificações estatutárias e regimentais, bem como da escolha de dirigentes.
        Na prática só os professores podem escolher os gestores das universidades federais, técnicos educacionais e alunos não interferem nas eleições. É a democracia dos notáveis e o sonho de Zé do Burro, já que seja qual for o resultado, 70% do peso do voto seria, segundo o adjunto multipartidário, dos assessores políticos do PQP.
         Burro disse que a rale ficaria com 30% restante do peso do voto e justificou dizendo que as universidades estão dando um show de democracia, são elas que pensam o Brasil.
Chico de Oliveira 

Zé do Burro diz que sem os 'donos do PIB' lascou.

          O assessor da base aliada percebeu que o governo sem o único pilar de sustentação (os donos do PIB) pode sofrer um golpe.  
         Visivelmente nervoso, Zé do Burro tenta colocar o presidente goela abaixo dos donos do PIB. Diz ele: Temer é um presidente extremamente popular, que foi a primeira alternativa do "PT", do Lula e da Dilma.
         Só porque foi gravado por um empresário corrupto e traidor vocês não podem tirar nossa base de apoio, pois isso sempre foi assim (dinheiro para comprar apoio político). Eu e o Michelzinho merecemos mamar.   
         Nós não somos apegados aos cargos para manter foro privilegiado, estamos aqui pelo bem dos 14 milhões de desempregados, disse o adjunto multipartidário Zé do Burro.  
Chico de Oliveira

25 de mai de 2017

Sociologia: 2ª aula do 2º bimestre - 3º ano do Ensino Médio.

O Brasil e a Globalização

                A globalização apresenta para o Brasil desafios bastante difíceis. Com base nas aulas anteriores, podemos destacar três tipos principais de desafios:
       1. O Brasil, como os outros países democráticos, precisa lidar com a realidade de que seu governo tem menos controle sobre a economia do que já teve. O país tem, ainda, as dificuldades adicionais características de países de desenvolvimento médio, analisadas pelo pesquisador norte-americano Geoffrey Garrett (1958-). Os países mais pobres do mundo podem lucrar com a globalização oferecendo mão de obra barata, como fizeram China e Índia. Já os países mais ricos, como os Estados Unidos ou a Alemanha, podem aproveitar seu potencial de criação de tecnologia, sua população com grande qualificação educacional e suas instituições sólidas (um sistema legal ágil e transparente, baixa corrupção, leis que incentivam a atividade econômica, boas políticas sociais). Ora, o Brasil tem salários mais altos do que os da China e capacitação tecnológica e educacional menor do que a da Alemanha. Sendo assim, como podemos nos adaptar à globalização?

24 de mai de 2017

Senhores professores da Seduc MT

            Sinto que o Site Olhar Direto falta sistematicamente com a verdade, intencionalmente, prejudicando os professores da rede estadual de MT. Tal site diz em sua página que a decisão do sindicato dos profissionais da educação é ilegal, mas não esclarece os motivos que levaram a tal decisão.
            Vai aqui o que diz o Site Olhar Direto:
            A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) entrará com uma ação na Justiça Estadual contra o Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sintep), para evitar que os alunos da rede estadual de Mato Grosso percam o ano letivo e tenham o ensino prejudicado em razão de uma deliberação ilegal do sindicato.
            A tal deliberação ilegal do sindicato foi dizer que o professor não trabalhasse 24 horas aulas na semana, pois o concurso é de 30 horas semanais e a Lei Federal nº 11738 de 16/07/2008 estabelece no máximo 2/3 de horas aulas, logo será 20 horas em sala semanalmente. No entanto, o Governo do Pedro Taques disse que os professores têm que trabalhar 24 horas semanais, sendo 4 horas no sábado.
            A questão é racional, aumentando o número de horas trabalhadas aumenta-se os salários proporcionalmente e para cada quatro horas trabalhadas em sala os professores deveriam receber o equivalente a 6 horas semanais.
            No entanto, o Olhar Direto acha que o aumento de horas trabalhadas sem aumento de salário é legal e ilegal é a recusa da diferença para mais do trabalho pelos profissionais da educação.  
            Estou estarrecido com o posicionamento de tal site em esconder a verdade, mas nós, profissionais da educação, deveríamos esclarecer os fatos. A sociedade merece a verdade escondida por essa corja que vive se financiando com o dinheiro do Estado.  
Chico de Oliveira 

18 de mai de 2017

Invasão política dos Bárbaros, grita Zé do Burro!

             O adjunto multipartidário (PT/PSDB/PMDB) está atarefado até o pescoço e disse que ele não aguenta mais essa perseguição da República de Curitiba.
            Disse que enquanto não mudarmos a política da tal República viveremos uma crise atrás de outra. Precisamos acreditar que é possível acabar com tal desmando.
           Zé do Burro concordou com os militantes petistas e repetiu que os de Curitiba são uns desavergonhados, como podem prender a irmã do senador, Andrea Neves, e o primo, Frederico Pacheco de Medeiros, porque receberam o dinheiro que o empresário Joesley Batista direcionou a Aécio. Queriam que recebêssemos o quê? Vale transporte?
            Vamos passar uma lista no Congresso para colher assinaturas de repudio a essa safadeza da Lava Jato. 
Chico de Oliveira

17 de mai de 2017

Zé do Burro veio a público dizer que Estado Mínimo só se for para a ralé.

         Depois de saber que o BNDES perdeu R$ 711 milhões com a JBS, Burro disse que o Estado no Brasil só precisa ser mínimo para a ralé (aquele que não gosta de política), mas para o Alto Clero esse Estado de ser máximo. Em sua tese, o adjunto multipartidário do PT e do PSDB, disse que eles sempre foram chegados da Bancada da Chupeta e remendou: quem não gosta de política é pobre.
         Contestado sobre a cessão graciosa de dinheiro público apontada pelos auditores do TCU para o JBS, Zé do Burro disse que seria graciosa se isso fosse cedido aos pobres. Ele ainda disse que a ralé já tem muitas graças na igreja e são os ricos que precisam de graças nesse Brasil igualmente correto.
Chico de Oliveira

O Homem-massa nas palavras de Ortega.

        “Há um fato que, para o bem ou para o mal, é o mais importante na vida atual: a ascensão das massas ao completo poder social. Como as massas, por definição, não são capazes de dirigir sua própria existência, e menos ainda de dirigir a sociedade, esse fato implica que atualmente a Europa está sofrendo a crise mais grave que pode acometer aos povos, nações e culturas. Seu nome é a rebelião das massas.
       “Massa é o conjunto de pessoas a que podemos denominar “homem médio”. Massa é quem não se valoriza, que se sente como todo o mundo e que se sente bem sentindo-se idêntico aos demais. POR “MASSA”, É CLARO, NÃO SE ENTENDE UMA CLASSE SOCIAL, MAS UM MODO DE SER QUE SURGE EM TODAS AS CLASSES SOCIAIS, que por isso mesmo representa o nosso tempo, sobre a qual predomina e impera.

16 de mai de 2017

Sociologia: 2ª aula do 2º bimestre - 2º ano do Ensino Médio.

Toyotismo e Neoliberalismo

                As reestruturações produtivas podem ser consideradas, apesar dos intervalos de tempo, elementos estruturais das sociedades capitalistas. É sempre necessário incrementar a produção para aumentar os lucros, e esse incremento se caracteriza como uma grande transformação. Assim, as reestruturações produtivas ou revoluções passivas têm papel fundamental na reprodução das sociedades capitalistas.
         Vimos que no início do século XX o taylor-fordismo caracterizou-se como a forma de organização das indústrias e empresas, sobretudo as de automóveis, eletrodomésticos ou de produtos duráveis e não duráveis. Esse tipo de organização tinha como elementos centrais a produção em massa e o consumo em massa. O trabalho era repetitivo, de alta intensidade, com compensações salariais (salários por peça ou por produtividade) e dentro de uma cadeia produtiva marcada por um rígido controle. Esse tipo de produção vingou na Europa, Estados Unidos e Japão até meados dos anos 1960. Nas últimas décadas do século XX e início do século XXI, foi substituído gradativamente e com variações históricas de país para país, por uma nova forma de organização da produção: o toyotismo.

13 de mai de 2017

Zé do Burro chuta no pé da barriga da sociedade.


         Ele disse que as delações premiadas são um instrumento válido e vieram para ficar, mas é preciso usá-las com cautela. Segundo o assessor multipartidário, as delações foram pensadas para pegar o vendedor de drogas da esquina e não seus políticos de coração.
         A delação premiada é um sintoma do enfraquecimento de garantias fundamentais, só dos políticos é lógico. Segundo o defensor de maracutaia, a principal preocupação é que o Brasil caminhe para a culpabilidade dos corruptos: em vez de garantir a inocência do Lula (ou perdão do réu). Querem implantar obstáculos para restauração da impunidade.
Chico de Oliveira

12 de mai de 2017

Racha no Alto Clero! Pedro Taques grampeia deputados.

         Zé do Burro, ficou intrigado com a barriga de aluguel de Pedro Taques. Disse que, até ele que é um desavergonhado, não mandou grampear deputado.  
         O naturalista disse que Pedrinho depois que se filiou ao PSDB perdeu o juízo, segundo Burro, tínhamos diversas pautas sendo tratadas com outros poderes, entre elas as pautas do “ajuste fiscal”, para lascar os servidores público. Mas agora fica difícil com Pedrinho grampeando os deputados.  
Chico de oliveira

6 de mai de 2017

Menor nível de escolaridade aumenta a probabilidade de ser preso.

         Uma forma de se entender a situação em que se encontra o sistema penitenciário brasileiro (bem como suas causas) se dá por meio da compreensão do estereotipo do preso brasileiro, analisando-se características tais como idade, gênero, situação financeira e escolaridade.
         Assim sendo, verificando-se o último levantamento realizado pelo DEPEN (Departamento Penitenciário Nacional), em junho de 2011, foi possível concluir que 46% dos presos brasileiros possuem como grau de escolaridade apenas o Ensino Fundamental Incompleto.

4 de mai de 2017

Informe Econômico do Brasil de março 2017

        A dívida pública líquida do Brasil teve mais um aumento, ficou 32 bilhões e 799 milhões de reais maior em março de 2017. A dívida que era de 2.987,816 bilhões de reais (47,4% do PIB) no mês de fevereiro, passou para 3.020,816 bilhões reais em março (47,8% do PIB). O percentual em relação ao PIB (produto interno bruto do país) aumentou 0.4% e nos três primeiros meses do ano o aumento é de 1,6% com relação ao PIB.
         A dívida bruta do governo geral do País teve um aumento, em março, de 79,996 bilhões de reais e ficou em 4.527,003 bilhões de reais (71,6% do PIB). A dívida externa é de 218,369 bilhões (3,5% do PIB).
         O PIB do País ficou em 6.324,848 bilhões de Reais (03/2017). As reservas em moeda internacional somavam 376,086 bilhões de dólares em 03/05/2017. A inflação acumulada nos últimos 12 meses ficou em 4,57% (IPCA) e a meta do Governo para 2017 é de 4,50 ±1,5 p.p. A taxa básica de juros é de 11,25% ao ano e a remuneração em caderneta de poupança ficou em 0,64% ao mês.

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...